Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, abril 24, 2012

Publicis terá controle da Taterka

Publicis terá controle da Taterka

Apesar disso, agência continuará independente

Regina Augusto| Fonte: M&M
O Publicis Groupe deve anunciar nas próximas semanas a compra do controle acionário da Taterka, agência na qual tem participação de 5% desde o início de 2010. Com isso, o fundador Dorian Taterka, o Dodi, deixa de ser majoritário, mas mantém-se como sócio — ao lado dos diretores Eduardo Simon e José Passos. A Taterka continuaria levando vida independente, assim como ocorre com três outras brasileiras que passaram ao controle da holding francesa recentemente: DPZ, Talent e QG. Entretanto, como majoritário, o Publicis Groupe poderá somar o resultado financeiro da Taterka em seus balanços.

(*) Colaborou Alexandre Zaghi Lemos

Marcadores:

Bookmark and Share

F/Nazca ganha Blue Wave em Integrated

"Curiosismo" levou o prêmio em Integrated; não houve trabalho premiado em Big Idea

Teresa Levin| Fonte: M&M
A campanha “Curiosismo”, da F/Nazca S&S, levou o primeiro GP do Wave Festival deste ano. A ação, criada para a Pinacoteca de São Paulo, ficou com um dos grandes prêmios do Blue Wave, o de Integrated, que prestigia a melhor campanha integrada. Os jurados não concederam o GP de Big Idea por considerarem que nenhuma dos trabalhos inscritos tivesse realmente se destacado.

Fred Gelli, jurado do Blue Wave e presidente do júri de Design, diz que o grupo que avaliou os trabalhos inscritos discutiu bastante até que ponto a ideia premiada em Integrated deveria ter escala. “Chegamos a decisão de que isto não era importante, mas sim que esta ideia tenha através de várias mídias a capacidade de envolver o público alvo, no caso restrito, já que é um público de artes plásticas em São Paulo. Mas é uma ideia inteligente, com sutileza, bom gosto e expressão em diversas mídias. E tem um conceito de experiência interessante, acima de tudo. Te convida para um experiência integrada, com capacidade de gerar envolvimento”, conclui, citando que a campanha premiada envolveu filme, banners na Pinacoteca, catálogo e exposição, entre outras mídias.

Já sobre a ausência de prêmio em Big Idea, Gelli diz que não houve um trabalho inscrito que se destacasse suficientemente para merecer o GP. “A ideia é a matéria prima do trabalho de todos nós. Dar a alguém este prêmio tão especial sem ter nada tão relevante é desvalorizar a nossa matéria prima básica de trabalho”, justifica Gelli sobre a ausência de um vencedor.

O Blue Wave foi a primeira categoria julgada na edição deste ano do Wave Festival, que acontece até o dia 25, no Copacabana Palace, no Rio. Um grupo formado por todos os presidentes de júri definiu o vencedor da categoria. Os profissionais que participaram foram: Gastón Bigio (Ogilvy Argentina e David); Erh Ray (BorghiErh/Lowe); Raphael Vasconcellos (AgênciaClick Isobar); Fred Gelli (Tátil Design); Hector Fernandez (Publicis Mexico); Verônica Cheja (Urban PR Argentina); Manuel Rivero y Hornos (Human Full Agency, Argentina) e Marcelo Com Riera (Proximity, Chile).

 

Marcadores: ,

Bookmark and Share

sábado, abril 21, 2012

Digital passa publicidade no Publicis Groupe

Digital passa publicidade no Publicis Groupe

Resultados financeiros colocam serviços digitais com 33% das receitas, contra 31% de publicidade

Felipe Turlão| Meio & Mensagem
+ Lévy fala em "decisão estratégica acertada" sobre investimentos nos emergentes e no digital  
Crédito: Divulgação
 
A decisão do Publicis Groupe – o terceiro maior da publicidade mundial, atrás apenas de WPP e Omnicom – de investir em empresas de digital e mercados emergentes parece estar em consonância com os números reportados no balanço financeiro do 1º trimestre de 2012.

Como um todo, o grupo francês liderado por Maurice Lévy cresceu 4,1%, mas o digital sozinho saltou nada menos que 15,6%. Os serviços digitais passam a representar 33% das receitas do grupo, contra 28% no mesmo período do ano passado. A publicidade tradicional conta por 31%, contra 32% do ano passado. Ou seja: os serviços digitais já trazem mais receitas para os franceses do que a publicidade tradicional.

E em relação a geografia, o grupo dos BRIC´s cresceu 10%, contra 3,6% da Europa e 3,3% dos Estados Unidos. O Brasil teve alta de 15,3%, exatamente o mesmo da China.

“São mais evidências de que o grupo tomou a decisão estratégia correta em seus investimentos. Continuaremos privilegiando atividades digitais e mercados de rapido crescimento”, afirmou Lévy, em comunicado enviado a analistas financeiros. Ele aposta que o segundo semestre do ano trará resultados superiores ao grupo do que o primeiro. As receitas do grupo atingiram US$ 1,91 bilhão no primeiro trimestre.

Marcadores:

Bookmark and Share

terça-feira, abril 17, 2012

Plano de carreira ainda engatinha no mercado publicitário

Plano de carreira ainda engatinha no mercado publicitário

Gestores de recursos humanos das principais agências fazem pesquisa para estabelecer parâmetros de atuação

Eliane Pereira| Meio & Mensagem

+ Prioridade em melhorar o ambiente de trabalho  
Crédito: Meio & Mensagem
 
Uma prática bem comum até pouco tempo atrás no mercado publicitário, oferecer salários de 30% a 50% mais altos para funcionários da concorrência, está perdendo força. As empresas começaram a entender o quanto é importante gerir as carreiras de seus funcionários, mobilizar indivíduos e reter talentos. Hoje, é prioridade entre as grandes agências melhorar cada vez mais o ambiente de trabalho.

Peças fundamentais para esse movimento de mudança que começa a tomar corpo na gestão de pessoas no mercado de comunicação são os atuais profissionais que comandam os departamentos de RH de algumas das principais agências. Além de ter conquistado mais espaço e voz ativa dentro de suas organizações, eles passaram a ocupar posição de destaque no organograma das companhias.

O atual momento reforça a máxima que prega que a união faz a força: cerca de 20 agências, as maiores do eixo Rio-São Paulo, se reuniram e formaram, há dois anos, o Gepac – Gestores de Pessoas em Agências de Publicidade. Em encontros regulares, profissionais de RH de empresas como Grupo ABC, Grupo Newcomm, Leo Burnett, Giovanni+DraftFCB, NeogamaBBH, Digitas/Razorfish, WMcCann, Grupo TV1, Y&R, Publicis, Euro, Cheil, Talent, Grupo Totalcom, AlmapBBDO, Ogilvy, Rapp Brasil, JWT, Contexto, Loducca e Repense trocam experiências, informações e conhecimentos sobre gestão de recursos humanos num setor tão peculiar quanto o mercado publicitário.

Nesta entrevista para a TV Meio & Mensagem, Sandra Denes da Giovanni+DraftFCB; Sonia Sanches, da Neogama/BBH; e Hilton Fucks, da Leo Burnett, falam sobre as motivações dos publicitários, a profissionalização dos departamentos de RH e o futuro do setor.

 
+ Crédito: TV Meio & Mensagem

Bookmark and Share

segunda-feira, abril 16, 2012

Fazer atividade física pode deixar você menos ansioso

Fazer atividade física pode deixar você menos ansioso

A ansiedade é uma reação natural do organismo, relacionada à preparação antecipada do indivíduo para lidar com uma possível situação que o ameace de alguma forma. É desencadeada basicamente pela liberação de um neurotransmissor chamado noradrenalina  que, no cérebro, resulta em algumas reações emocionais – indisposição, inquietação, insônia, irritabilidade, dificuldade de concentração e sobressaltos – além de sintomas  físicos, tais como tensão muscular, batimentos cardíacos acelerados, mãos e pés frios e suados, respiração ofegante, dor de cabeça e fadiga crônica.
Em intensidade leve e moderada, essa sensação é positiva porque ajuda o indivíduo a se preparar para conseguir o melhor rendimento possível em suas atividades e desafios. Por outro lado, quando exacerbada, a ansiedade pode chegar ao ponto de impedir a ação diante de algo que soa como ameaçador ou desafiador. Em alguns casos, passa a ser considerada um transtorno patológico.
Segundo Thiago Pavin, psicólogo da área de Gestão de Saúde do Fleury, praticar atividade física é uma boa forma de controlar a ansiedade.  “A maioria das pessoas que sofre do transtorno, ao adotar o hábito de fazer exercícios, relata uma sensação de relaxamento, com melhora duradoura dos sintomas de ansiedade, e não só momentânea”, diz o psicólogo.
“Podemos citar, como exemplo, a corrida. Estudos recentes têm mostrado que, se uma pessoa considerada ansiosa começa a correr regularmente, três vezes por semana, em uma intensidade de moderada a forte, respeitando a sua capacidade cardiovascular, tende a reduzir a frequência dos episódios de ansiedade exacerbada. Os músculos, que estavam tensos, tornam-se relaxados após o exercício e o alongamento, o que colabora com o alívio dos outros sintomas da ansiedade”, completa.
De acordo com o psicólogo, o fenômeno pode ser explicado pela liberação de endorfinas após a realização da atividade física. “Essas substâncias, que são responsáveis pela sensação de bem-estar que habitualmente é experimentada depois do exercício, suprimem em algum grau a atividade dos neurotransmissores de ativação cerebral, o que propicia diminuição da ansiedade e um momento de relaxamento. Se a pessoa se exercita frequentemente, com o tempo, o efeito recorrente da endorfina contribui para que a ansiedade tenda a abrandar-se cada vez mais”.
O psicólogo, no entanto, chama atenção para os transtornos patológicos de ansiedade, nos quais também podem ser necessários avaliação e acompanhamento profissionais, de um psicólogo ou psiquiatra. “Em geral, esses casos não podem ser resolvidos apenas com exercícios ou técnicas de relaxamento e respiração. Dependendo da gravidade dos sintomas e da sua repercussão no cotidiano do indivíduo, pode haver a necessidade de psicoterapia e até mesmo de medicação ansiolítica, isto é, do uso de medicamentos que agem diminuindo a ansiedade”, finaliza.  

ANSIEDADE X DESEMPENHO
Para quem gosta de praticar atividade física, atenção: a ansiedade pode comprometer o descanso e parte do metabolismo, prejudicando o seu desempenho, seja amador ou profissional. “Imagine uma pessoa em treinamento contínuo específico para uma competição. Se é ansiosa e não toma os devidos cuidados, pode desencadear alguns problemas associados, como não dormir direito, tensionar a musculatura constantemente – principalmente os músculos posturais.

RELAXE ANTES DA CORRIDA
Se a sua ansiedade é leve ou moderada, e relaciona-se com a preocupação em melhorar seus resultados em uma corrida, seja diminuindo seu tempo ou simplesmente completando a prova, o psicólogo aconselha a realização de uma técnica de respiração conhecida como 3-3-6. “Sente-se e mantenha a postura bem ereta, para que o músculo diafragma possa subir e descer com facilidade. Então, ponha as mãos sobre as coxas e comece a respirar da seguinte forma: inspire o mais fundo que puder contando três segundos; depois, segure o ar por três segundos; por fim, solte o ar mais devagar, contando seis segundos. Respirando dessa forma por cerca de cinco minutos, a tendência é reduzir um pouco a ansiedade”. A técnica aumenta a oxigenação do cérebro e faz com que a pessoa concentre-se em sua respiração, desviando a atenção da ansiedade nos momentos que antecedem a prova.


Este material foi elaborado pelo Fleury, tendo caráter meramente informativo. Não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico.

Bookmark and Share

segunda-feira, abril 09, 2012

AG2 Publicis Modem agora é “paulista”

AG2 Publicis Modem agora é “paulista”

Agência transfere comando para São Paulo como parte de plano para expandir participação digital dentro da rede Publicis

Felipe Turlão| Meio & Mensagem
+ Paz e Marques: mudança pretende fazer digital responder por 30% das receitas da rede Publicis no Brasil Crédito: Divulgação
 
Adquirida pelo Publicis Groupe em 2010, a AG2 Publicis Modem passa por uma reestruturação que pretende auxiliar a rede Publicis (uma da que faz parte do grupo francês, ao lado de Saatchi&Saatchi e Leo Brunett, por exemplo) a ampliar as receitas digitais no Brasil. Hoje, cerca de 20% dos valores provém da mídia online, mas o objetivo é elevar a proporção no médio prazo a 30%.

O plano tem duas vertentes principais. A primeira é a transferência dos principais executivos e de profissionais-chave de Porto Alegre para São Paulo. Estão de mudança os sócios-fundadores César Paz (presidente e CEO), Daltro Martins (diretor de operações), Luciano de Almeida (diretor de tecnologia) e Cristiano Fernandes (diretor de experiência de usuário). Outro executivo da operação, Mauricio Costa, deixou a AG2 para assumir a presidência da AMPM Worldwide. A agência tem ainda uma novidade no alto escalão: a contratação de Mateus Braga, ex-AgênciaClick, que assume como diretor de criação.

“A medida visa aproximar os gestores do negócio do mercado que representa 80% das receitas da AG2”, afirma Orlando Marques, CEO e presidente da rede Publicis. Alguns dos principais clientes atendidos em São Paulo são Bradesco, Embraer e Natura. Desta forma, a estratégia digital para estes grandes clientes estará toda concentrada na cidade, incluindo criação, planejamento, novos negócios e mídia. O reflexo imediato será a perda de importância do escritório de Porto Alegre. Dos cerca de 40 funcionários, a equipe será reduzida para poucas pessoas. Já São Paulo saltará para 90 funcionários, com perspectiva de ampliação.

A segunda vertente é a concentração dos serviços de tecnologia no escritório de Pelotas, cidade polo de desenvolvimento e formação de profissionais no segmento, que concentra cerca de 60 funcionários – em dois anos, o total deverá subir para 100. A operação do interior gaúcho ganha uma nova sede e contrata profissionais – em um investimento de cerca de R$ 1 milhão. E, mais do que isso, passa a ter um papel mais estratégico dentro da rede Publicis, já que a ideia é que os serviços de tecnologia para os projetos digitais das agências da rede sejam executados a partir de lá. “Pelotas passa a ser o hub de tecnologia da AG2 Publicis Modem para toda a América Latina. Já temos negócios fora do Brasil em clientes como Natura e General Motors. Além disso, estamos buscando atender mais clientes das agências da rede Publicis”, afirma Paz.

O grande desafio do hub será abrir portas nas outras redes do Publicis Groupe: F/Nazca Saatchi&Saatchi e Leo Burnett Tailor Made. “Somos a única agência dentro do Publicis Groupe que tem o digital como vocação”, diz o executivo. “Queremos fazer da AG2 uma agência digital do Publicis Groupe, e não apenas da rede Publicis. Agora, estamos indo atrás para conversar com clientes das agências do grupo e entrando em concorrências junto com elas”, afirma Marques. Outra barreira a ser vencida, é a criação de projetos para o resto do mundo. Neste aspecto, a organização da rede Publicis Modem, presente em 30 países, pode auxiliar a AG2 no longo prazo.

Além de operações em São Paulo, Porto Alegre e Pelotas, a agência está presente no Rio de Janeiro, onde atende Webjet e o comitê organizador dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A operação brasileira da AG2 Publicis Modem é a terceira maior do mundo, atrás de Estados Unidos e França. Neste ano, a empresa conquistou projetos para Habib´s, Nestlé e Vivo. “A AG2 cresceu 30% no ano passado e a meta é atingir o mesmo volume em 2012”, afirma Marques. Segundo ele, o Publicis Groupe está de olho em aquisições no mercado digital. “São empresas complementares. Mas garanto que não tem neste momento nenhum negócio sendo fechado”, afirma.

Bookmark and Share

segunda-feira, abril 02, 2012

Bursite Olecraniana do Cotovelo

Bursite Olecraniana do Cotovelo

O que é a bursa?
Bursas são finas bolsas que tem a função de diminuir  o atrito e estão espalhados por todo o corpo. As bursas funcionam como almofadas entre os ossos e os tecidos moles. Eles contêm uma pequena quantidade de líquido lubrificante que permite que a pele se mover livremente sobre o osso subjacente.
Qual a localização da bursa olecraniana?
A bursa do olécrano fica entre a pele solta e o osso pontiagudo na parte de trás do cotovelo.
Como surge a bursite olecraniana?
Normalmente, a bursa do olécrano é plana e lisa, quando a bursa fica irritada ou inflamada,  ocorre acumulo de fluido na bursa. O acúmulo de liquido dentro da bursa é chamado de bursite.
Em bursites do cotovelo, a bolsa se enche de fluido, causando dor e limitação de movimento.
Quais as causas do bursite do cotovelo?
* Trauma: Um trauma na ponta do cotovelo pode levar a bursa a produzir excesso de líquido e inchar. Bursite Pós Traumática
* Pressão prolongada: Inclinar-se na ponta do cotovelo por longos períodos de tempo em superfícies duras, como uma mesa, pode lesar a bursa a inchar. Normalmente, esse tipo de bursite desenvolve ao longo de vários meses. Pessoas em certas profissões são especialmente vulneráveis, nomeadamente bombeiros hidráulicos técnicos de ar condicionado  e outras profissões que têm que rastejar de joelhos em espaços apertados e apoiar seus cotovelos. Vemos também com alguma frequencia a Bursite de cotovelo em malhadores. Na rosca bíceps sem apoio adequado e também nos exercícios para tríceps. Bursite por trauma repetitivo (crônica)
* Infecção: Se um ferimento na ponta do cotovelo rompe a pele, como uma picada de inseto, arranhão ou ferimento perfurante, as bactérias podem ficar dentro da bursa e causar uma infecção. A bursa infectado produz vermelhidão, líquido, inchaço e dor. Se a infecção não for tratada, o líquido poderá se transformar em pus. Ocasionalmente, o saco bursa pode ser infectado sem prejuízo evidente para a pele. Bursite Infecciosa
* Outra patologias Médicas: Determinadas condições, tais como a artrite reumatóide e a gota, estão associados com bursite no cotovelo. Bursite Reumatoide e Bursite Gotosa
Quais os sintomas da bursite olecrania do cotovelo?
O inchaço é freqüentemente o primeiro sintoma. A pele na parte de trás do cotovelo é solta o que significa que uma pequena quantidade de inchaço pode não ser notada imediatamente. Em muitos casos, o primeiro sinal de bursite é a inflamação no cotovelo.
Como o aumento do inchaço, a bursa começa a se esticar, o que provoca dor. A dor geralmente piora com a pressão direta sobre o cotovelo ou com a flexão do cotovelo. O inchaço pode crescer o suficiente para restringir o movimento do cotovelo.

Quais os sintomas na bursite infectada do cotovelo?
Se a bursite é infectado, a pele fica vermelha e quente. Se a infecção não for tratada logo, pode se espalhar para outras partes do braço ou move-se para a corrente sanguínea. Isto pode causar uma doença grave. Ocasionalmente, uma bursa infectados irão abrir-se espontaneamente e drenar pus.
São necessários exames complementares para diagnosticar a bursite do cotovelo?
Normalmente não, o diagnóstico da bursite é clínico, porém seu médico pode recomendar um raio-x para procurar um corpo estranho ou um esporão ósseo. Osteófitos são frequentemente encontrados na ponta do osso do cotovelo em pacientes que tiveram casos repetidos de bursite do cotovelo. O seu médico pode optar em algumas situações por tomar uma pequena amostra de fluido da bursa com uma agulha para diagnosticar se a bursite é causada por uma infecção ou pela gota hiperuricemia. Os exames de sangue são úteis somente nos casos de gota e infecção
Come é feito o tratamento?
O tratamento não cirúrgico
Se o ortopedista suspeitar que a bursite é causada por uma infecção, ele pode recomendar aspiração (remoção do líquido), da bursa com uma agulha. Isto é comumente realizado com um procedimento no consultório. A remoção de fluido ajuda a aliviar os sintomas e dá o seu médico uma amostra que pode ser analisada em um laboratório para identificar se há bactérias ou cristais birefringentes. Isso também permite que seu médico saiba se um antibiótico específico é necessário para combater a infecção.
Seu médico pode prescrever antibióticos antes o tipo exato de infecção é identificada. Isso é feito para prevenir a infecção de progredir. O antibiótico que seu médico prescreve a este ponto irá tratar uma série de possíveis infecções.
Se a bursite não é de uma infecção, ela é tratada com uma série de opções.
* Cotoveleiras. Uma almofada de cotovelo pode ser usado para amortecer o cotovelo.
* Mudanças de actividade. Evite atividades que causem pressão direta sobre o cotovelo inchado.
* Medicamentos. Os medicamentos orais anti-inflamatórios podem ser usados ​​para reduzir o inchaço e aliviar seus sintomas.
Se o inchaço em a dor não respondem a essas medidas, o seu ortopedista pode recomendar a retirada de líquido da bursa e injeção de um medicamento corticóide na bursa ou em alguns casos a cirurgia. A medicação corticóide é um medicamento anti-inflamatório que é mais forte que a medicação que pode ser tomado por via oral. injecções de corticosteróides geralmente funcionam bem para aliviar a dor e inchaço. No entanto, os sintomas podem voltar.
Como é feito o tratamento para bursas infectadas?
Se a bursa está infectada e não melhora com antibióticos ou pela retirada de líquido do cotovelo, a cirurgia para remover a bursa inteira pode ser necessária. Isso geralmente é um procedimento cirurgicoSeu corpo faz crescer um saco bursal novo durante um período de várias semanas ou meses após a cirurgia.
Cirurgia para bursa não infectadas. Se a bursite do cotovelo não é resultado de uma infecção, a cirurgia ainda pode ser necessária se os tratamentos não cirúrgicos não funcionam. O pós operatório em geral requer fisioterapia para recuperar os movimentos normais do cotovelo.

Bookmark and Share
Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.