Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

terça-feira, março 27, 2012

Momento Nerd


01010100 01000101 01001101 00100000 01010001 01010101 01000101 00100000 01010011 01000101 01010010 00100000 01001101 01010101 01001001 01010100 01001111 00100000 01001110 01000101 01010010 01000100 00100000 01001101 01000101 01010011 01001101 01001111 00100000 01010000 01000001 01010010 01000001 00100000 01000101 01001110 01010100 01000101 01001110 01000100 01000101 01010010 00100000 01000101 01010011 01010011 01000001 01010011 00100000 01001101 01000101 01001110 01010011 01000001 01000111 01000101 01001110 01010011 00101100 00100000 01000110 01001001 01000011 01001111 01010101 00100000 01000011 01010101 01010010 01001001 01001111 01010011 01001111 00100000 01000100 01000001 00100000 01010101 01001101 01000001 00100000 01001111 01001100 01001000 01000001 01000100 01000001 00100000 01001110 01000101 01010011 01010100 01000101 00100000 01010111 01000101 01000010 01010011 01001001 01010100 01000101 00111010 00100000 01000010 01001100 01001111 01000111 00101110 01001000 01001111 01010010 01010101 01010011 01010011 01010100 01010010 01000001 01010100 01000101 01000111 01011001 00101110 01000011 01001111 01001101 00101110 01000010 01010010

Bookmark and Share

sexta-feira, março 16, 2012

USP aparece no top 100 das melhores universidades do mundo

USP aparece no top 100 das melhores universidades do mundo

 

Ranking da Times Higher Education é feito a partir da opinião de acadêmicos. Universidade de São Paulo está na faixa do 61º ao 70º lugar.

Ranking da Times Higher Education é feito a partir da opinião de acadêmicos. Universidade de São Paulo está na faixa do 61º ao 70º lugar.

A Universidade de São Paulo (USP) aparece entre as 100 melhores instituições de ensino superior do mundo em reputação no meio acadêmico, segundo o ranking divulgado nesta quinta-feira (15) pela instituição londrina Times Higher Education (THE). O ranking foi montado a partir de uma pesquisa com mais de 17,5 mil professores convidados de 137 países. Única universidade brasileira entre o “top 100” do ranking, a USP aparece na faixa entre o 61º e o 70º lugar.

O resultado mostra uma evolução da USP no ranking. No ano passado, nenhuma instituição brasileira apareceu entre as 100 melhores na lista que leva em conta a reputação da universidade entre os pesquisadores do meio acadêmico. A USP já havia aparecido com destaque em outro ranking produzido pela THE, o ranking mundial das universidades, quando apareceu em 178º lugar.

A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, obteve a pontuação máxima no ranking divulgado nesta quinta-feira. A pesquisa pediu aos acadêmicos experientes para destacar o que eles acreditavam ser o mais forte das universidades para o ensino e a pesquisa em seus próprios campos. Harvard obteve 100 pontos. As outras cinco melhores classificadas foram Instituto de Tecnologia de Massachusetts – MIT (EUA); Universidade de Cambridge (Reino Unido); Universidade Stanford (EUA), Universidade da Califórnia, em Berkeley (EUA); e Universidade de Oxford (Reino Unido).

Veja as 10 primeiras universidades no ranking  de melhor reputação
Posição
Instituição
País Pontuação
1º) Universidade de Harvard EUA 100,0
2º) Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) EUA 87,2
3º) Universidade de Cambridge Reino Unido 80,7
4º) Universidade da Stanford EUA 72,1
5º) Universidade de Califórnia – Berkeley EUA 71,6
6º) Universidade de Oxford Reino Unido 71,2
7º) Universidade de Princeton EUA 37,9
8º) Universidade de Tóquio Japão 35,6
9º) Universidade da Califórnia – Los Angeles EUA 33,8
10º) Universidade de Yale EUA 32,4
61º-70º) Universidade de São Paulo Brasil N/A

Fonte: Times Higher Education, Top Universities by Reputation 2011 / Site G1.com

Marcadores:

Bookmark and Share

quinta-feira, março 15, 2012

Não à prisão pelo uso da pílula do dia seguinte

Caros amigos do Brasil,




O Congresso hondurenho está prestes a votar uma lei que manda as mulheres para a prisão caso usem a pílula do dia seguinte -- até mesmo as vítimas de agressão sexual. Mas o presidente do Congresso pode impedir isso. Ele se preocupa com sua imagem internacional e seu futuro na política. Nosso protesto massivo na América Latina pode envergonhá-lo e acabar com este ataque às mulheres. Assine a petição para o presidente do Congresso e compartilhe com todos:
Dentro de poucos dias, Honduras pode aprovar uma lei extremista que colocará as mulheres na prisão por usarem a pílula do dia seguinte, mesmo depois de serem estupradas. Mas nós podemos derrubar esta lei e devolver às mulheres a chance de evitar uma gravidez indesejada.

Alguns membros do Congresso concordam que essa lei -- que também mandaria os médicos ou qualquer pessoa que vender os comprimidos para a prisão -- é excessiva, mas eles estão cedendo ao poderoso lobby religioso que erroneamente afirma que a pílula do dia seguinte constitui um aborto. Entretanto, o presidente do Congresso, que quer concorrer ao cargo de presidente de Honduras e se preocupa com sua reputação no exterior, pode impedir isso. Se o pressionarmos agora, poderemos arquivar essa lei reacionária.

A votação pode acontecer a qualquer momento. Vamos mostrar a Honduras que o mundo não vai apoiar a prisão de mulheres que tentam prevenir uma gravidez, mesmo depois de violência sexual. Assine a petição urgente exigindo ao presidente do Congresso, Juan Orlando Hernández, que defenda os direitos das mulheres. Se alcançarmos 400.000 assinaturas, grupos locais de mulheres irão entregar pessoalmente o nosso clamor para Hernández:

http://www.avaaz.org/po/no_prison_for_contraception/?vl

Alguns países, como Honduras, proibiram a pílula anticoncepcional de emergência que funciona atrasando a ovulação e evitando a gravidez -- tais como pílulas anticoncepcionais comuns. Mas se esta nova lei for aprovada, Honduras será o único país no mundo a punir o uso ou venda de anticoncepcionais de emergência com uma pena de prisão. Adolescentes, vítimas de estupro, médicos ou qualquer outra pessoa condenada por vender ou usar a pílula do dia seguinte podem acabar atrás das grades, uma flagrante violação das diretrizes da Organização Mundial de Saúde. A organização declarou este contraceptivo de emergência como um medicamento essencial para todas as mulheres, especialmente as vítimas de estupro.

A América Latina já tem muitas leis duras que restringem os direitos reprodutivos das mulheres. A primeira vez que o Congresso de Honduras aprovou essa medida draconiana foi em abril de 2009, mas apenas um mês mais tarde o ex-presidente, José Manuel Zelaya, cedeu à pressão de ativistas e vetou a lei. Ele foi deposto por um golpe apenas algumas semanas depois, e desde então o novo regime forçou o retorno do projeto para votação.

O tempo é curto, mas podemos impedir essa proposta horrível de seguir adiante. O Congresso tem o voto final sobre o assunto e o governo não quer arriscar a sua já frágil reputação global. Vamos dizer ao presidente do Congresso, Hernández, que é inaceitável criminalizar a contracepção. Assine esta petição urgente agora e compartilhe com seus amigos e familiares:

http://www.avaaz.org/po/no_prison_for_contraception/?vl

As medidas anticoncepcionais de emergência são vitais para as mulheres em todos os lugares, mas especialmente onde a violência sexual contra as mulheres é extravagante, as taxas de gravidez não planejadas são altas e o acesso ao controle de natalidade regular é limitado. A Avaaz cresceu com força na América Latina -- há mais de 2.5 milhões de nós em toda a região! Vamos apoiar as mulheres de Honduras e ajudá-las a acabar com esse projeto de lei.

Com esperança e determinação,

Alex, Laura, Dalia, Ricken, Emma, Maria Paz, David e o resto da equipe da Avaaz

Mais informações:

9 mil meninas de 10 a 14 anos grávidas anualmente (La Tribuna) (em espanhol)
http://www.latribuna.hn/2012/02/15/9-mil-ninas-de-10-a-14-anos-embarazadas-anualmente/

Corte Suprema de Honduras viola direitos humanos das mulheres (Defensores en Línea) (em espanhol)
http://defensoresenlinea.com/cms/index.php?option=com_content&view=article&id=1884:corte-suprema-de-honduras-viola-derechos-humanos-de-las-mujeres&catid=81:muj&Itemid=197

Feministas em Resistência em Honduras (em espanhol)
http://feministascontraelgolpehn.blogspot.com/2012/02/accion-urgente-carta-al-congreso-de.html

Supremo Tribunal de Honduras mantém proibição absoluta da contracepção de emergência (ReproRights) (em inglês):
http://reproductiverights.org/en/press-room/honduras-supreme-court-upholds-absolute-ban-on-emergency-contraception-opens-door-to-crim

Honduras, a proibição mais abrangente sobre a contracepção de emergência (RH Reality Check) (em inglês):
http://www.rhrealitycheck.org/article/2012/02/14/honduran-supreme-court-upholds-complete-ban-on-emergency-contraception-0

Marcadores:

Bookmark and Share

Anuário de Propaganda - Ranking


Almap, Volks e Paranoid: mais premiadas de 2011

Anuário de Propaganda 2012 estreia rankings de anunciantes e produtoras de filmes, nos mesmos moldes da lista de agências, publicada há três anos

ALEXANDRE ZAGHI LEMOS| »
14 de Março de 2012  10:45

Será lançado neste mês pelo Grupo Meio & Mensagem o Anuário de Propaganda 2012, que, pelo terceiro ano consecutivo, publicará os rankings com o desempenho das agências nos principais festivais nacionais e internacionais. Entretanto, esta edição traz algumas novidades que ampliam o alcance de suas informações. As principais delas são os rankings de anunciantes e de produtoras de filmes mais premiadas em 2011.
A temporada terminou com a AlmapBBDO mantendo o primeiro lugar no cômputo geral, com 4.263 pontos. Desta forma, a agência torna-se tricampeã dos Rankings AP, já que também foi a líder em 2010 (5.681 pontos) e 2009 (3.848 pontos). Apesar da pontuação menor que a do ano passado, a AlmapBBDO continua mantendo uma boa dianteira em relação às demais ranqueadas.
A segunda colocação foi mantida pela DM9DDB, que somou 1.594 pontos, ficando abaixo do total dos anos anteriores — foram 2.649 pontos em 2010 e 1.616 em 2009. Depois de conquistar a terceira colocação no ano passado, a Ogilvy manteve o posto, viu sua pontuação saltar de 1.254 para 1.592 e não ultrapassou a DM9DDB por apenas dois pontos. É interessante ressaltar que a Ogilvy sequer aparecia entre as dez primeiras em 2009.
Também muito próximas uma da outra estão a quarta e a quinta colocadas. A F/Nazca S&S manteve o quarto posto, mas melhorou consideravelmente sua performance, subindo de 651 pontos para 1.459 pontos. Apenas 13 pontos atrás, aparece a JWT, que subiu uma posição com elogiável crescimento de 455 pontos para 1.446.
No inédito ranking de anunciantes mais premiados, os líderes são dois clientes da AlmapBBDO: Volkswagen e Billboard. Na sequência estão Nike, conta da F/Nazca S&S; Fiat, atendida por Leo Burnett Tailor Made e da AgênciaClick Isobar; e FedEx, pontuada com criações da DM9DDB.
No ranking de produtoras de filmes, a liderança ficou com a Paranoid BR, seguida por Movi & Art e Fat Bastards. Veja, abaixo, os dez primeiros em cada uma das três áreas.
 

Foram considerados os 17 eventos de melhor conceito entre as líderes do mercado brasileiro. Os festivais incluídos no ranking podem ser divididos em três grupos: o dos eventos globais (Cannes, D&AD, One Show, Clio Awards, Festival de Londres, Art Directors de Nova York e Festival de Nova York), o dos ibero-americanos (Wave, El Ojo e Fiap), e o dos nacionais (Effie Brasil, Anuário do Clube de Criação de São Paulo, Prêmio Abril, Profissionais do Ano, Festival Internacional de Publicidade do Rio de Janeiro, Prêmio Abemd e Ampro Globes Awards). No caso das produtoras, foram somadas apenas às áreas de Film dos eventos. 

Para cada troféu ou medalha conquistados em todos os eventos foi adotada a pontuação utilizada em Cannes e replicada por diversos outros eventos, que dá 10 pontos para cada Grand Prix, 7 para cada Ouro, 5 para cada Prata e 3 para cada Bronze.

A cada um dos 17 festivais considerados foi atribuído um peso específico, levando-se em conta a abrangência dos eventos, com os globais mais valorizados; o prestígio que desfrutam entre os profissionais de criação do mercado brasileiro; e a quantidade de troféus que distribuem, com privilégio aos mais seletivos.

No Anuário de Propaganda são publicados rankings gerais detalhados e também específicos de cada uma das dez áreas consideradas: Film, Radio, Cyber, Press, Outdoor, Integrated, Direct, Promo, Design e Big Idea – estas duas últimas estreiam na edição deste ano. Também são publicadas todas as campanhas premiadas, acompanhadas de suas respectivas fichas técnicas.

Bookmark and Share

terça-feira, março 13, 2012

Leo Burnett é a agência que paga melhor

Leo Burnett é a agência que paga melhor

Sindicato dos Publicitários do Estado de São Paulo divulga ranking de cargos e salários 

Felipe Turlão| M&M

+ Salário médio na Leo Burnett é de R$ 11.324,00

A Leo Burnett Tailor Made é a agência que paga o maior salário médio no Estado de São Paulo, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira, 13, pelo Sindicato dos Publicitários. Entre as agências com mais de 30 funcionários, ela lidera o ranking que considera o salário médio pago a todos os cargos. Na Leo Burnett Tailor Made, este valor médio é de R$ 11.324,00.

Na sequência, aparecem a Cheil (R$ 10.048), Grey e G2 (R$ 9.241), Talent (R$ 8.957) e AlmapBBDO (R$ 8.767). A lista inclui dezenas de agências, sendo que a menor média salarial é de R$ 1.190,00, praticada na PPM e na Prime Mídia.

Também foram divulgados os salários médios por áreas, considerando todas as agências incluídas no levantamento. Desta forma, pode-se constatar que a área de criação é a que paga melhor: média de R$ 8.245,00. Na sequência, surgem a área administrativa (R$ 6.446), o setor de atendimento/planejamento (R$ 6.386) e a área de mídia (R$ 5.734).

Segundo a pesquisa, há grande discrepância entre salários pagos pela mesma função entre as agências. Para o cargo de redator, por exemplo, o salário varia de R$ 1.539,00 a R$ 67,6 mil, com média de R$ 11,6 mil (considerando agências com mais de 30 funcionários) Entre diretores de arte, a diferença vai de R$ 2.549,00 a R$ 79,6 mil, com média de R$ 11,8 mil, pouco superior á de redator. Já os diretores de criação estão entre as faixas de R$ 8 mil e R$ 85,2 mil, com média de R$ 25,4 mil.

A realidade de grandes variações salariais entre agências vale também para outros segmentos. Em atendimento e planejamento, por exemplo, um gerente de planejamento ganha entre R$ 6,2 mil e R$ 36,6 mil no mercado. Na mídia, um coordenador de mídia leva entre R$ 1,8 mil e R$ 51,9 mil. E no comercial, um supervisor de contas ganha entre R$ 3,2 mil e R$ 22,6 mil (todos considerando-se as agências com mais de 30 funcionários).

Além da comparação com os concorrentes, as variações atingem também as próprias estruturas internas das agências. Embora não revele todos os salários de cada uma, o presidente do Sindicato, Benedito Antonio Marcello, estima que 20% dos funcionários ganhem 80% do total da folha salarial, na média do mercado.  

O Sindicato dos Publicitários do Estado de São Paulo levou em consideração os salários de profissionais que trabalham com carteira assinada, informados pelas agências em 2011, e reajustou os valores em 10%, índice de reajuste que pleiteia para abril de 2012. Os valores não incluem bonificações e pagamentos extras, como vales transporte e refeição. Profissionais que atuam como pessoa jurídica não foram considerados. Segundo o Sindicato, algumas agências não informaram os salários que pagam, prática que iria contra a legislação trabalhista.

O Sindicato revelou ainda o quadro de pessoal das agências. A Y&R tem 395 funcionários com carteira, seguida por Ogilvy (297), DM9DDB (293), JWT (261) e AlmapBBDO (248).

Sindicato quer Padronização

Com a revelação dos dados, os objetivos do Sindicato são basicamente três, como afirma Dalton Silvano do Amaral, diretor financeiro da entidade, que também é vereador da cidade de São Paulo pelo PV. O primeiro é a padronização de nomes de cargos. “Queremos uma nova codificação de funções e cargos, porque a última é dos anos 80. De lá para cá, as agências acabaram não cumprindo o código, porque ele ficou defasado. Queremos chegar a um acordo para o nome dos cargos, para que eles sejam aplicados a funções idênticas, evitando distorções”, afirma.

Outro objetivo é estabelecer um piso salarial por cada cargo. “Isso evitará o arroxo salarial ocasionado pela saída de um profissional e a chegada de outro para ganhar menos na mesma função”, analisa. A terceira meta é um plano de carreira, em que se saberá, por exemplo, quanto tempo alguém pode levar para sair do piso e galgar as graduações seguintes.

A expectativa do Sindicato é acabar com distorções de cargos e salários (seja na mesma agência, seja na comparação com os concorrentes) e atualizar os parâmetros em relação à nova realidade do mercado, com diversas funções antes inexistentes, especialmente em segmentos técnicos e de informática. “Hoje, a agência paga o que quer e dá o nome de cargo que quer. Há muitos casos de trainees para diversas funções. E há casos de redatores divididos em graduações e recebendo salários bem diferentes, mas com a mesma função”, diz Silvano.

A última divulgação de dados deste gênero ocorreu no começo dos anos 90. A atual estrutura de cargos foi determinada nos anos 80 por um acordo coletivo com o Sindicato das Agências de Propaganda (Sinapro). Na ocasião, o mercado tinha 57 funções, incluindo algumas que perderam espaço, como ilustrador e revisor. Agora, a conta já estaria batendo em 260 funções.

A divulgação do projeto de cargos e salários do Sindicato foi acompanhada por Roberto Pereira Tourinho Dantas, vice-presidente da Sinapro-SP. Ele irá analisar os dados, mas já ressaltou que existem questões a serem analisadas dentro do projeto, como as dificuldades para padronização dos cargos no mercado, a falta de discriminação entre agências de diferentes especialidades, como digital, promoção e publicidade full service.

Bookmark and Share

Horas para barrar o código florestal

Caros amigos do Brasil,




Em apenas algumas horas, a Câmara dos Deputados pode acelerar um novo código florestal expondo vastas extensões de florestas preciosas do Brasil para o corte e a devastação. Se inundarmos suas linhas telefônicas com dezenas de milhares de ligações, poderemos persuadí-los a colocarem a natureza na frente do lucro a curto prazo e suspenderem a votação. E com a Rio+20 se aproximando, será cada vez mais difícil para Dilma assinar essa lei de ataque ao meio ambiente. Temos apenas algumas horas -- ligue agora e avise a todos:
Em apenas algumas horas, a Câmara dos Deputados pode acelerar uma reforma polêmica do nosso código florestal que provavelmente irá expor vastas extensões de florestas preciosas do Brasil ao desmatamento. Entretanto, uma enorme onda do poder do povo agora poderá atrasar a votação e virar a maré contra o projeto de lei.

O lobby ruralista está pressionando ferozmente para aprovar a lei às pressas. O novo código lhes daria até mesmo anistia pelo seu passado de desmatamento ilegal, incluindo o cancelamento de cerca de 200 milhões de reais em multas, e, ao mesmo tempo, carta branca para realizar a depreciação dos nossos recursos. Se apelarmos aos líderes dos partidos mais importantes agora e contarmos a eles que sua reputação está em risco, poderemos atrasar esse projeto de lei revoltante, e quanto mais adiarmos a votação, maior a probabilidade da presidente Dilma usar seu poder de veto caso a lei seja aprovada na Câmara dos Deputados.

Temos apenas algumas horas antes de líderes de partidos importantes se reunirem com a Dilma para decidir se seguirão adiante com a votação essa semana. Vamos garantir que eles escutem um clamor ensurdecedor do povo. Se inundarmos suas linhas telefônicas com dezenas de milhares de ligações, poderemos persuadí-los a colocarem a natureza na frente do lucro a curto prazo e suspenderem a votação. Clique abaixo para fazer sua ligação:

http://www.avaaz.org/po/stop_the_new_attack_on_the_amazon_call_in/?vl

Não é somente a Amazônia: a Mata Atlântica, o Cerrado e a Caatinga, bem como o Pantanal estão todos em risco com o Código Florestal. Ruralistas corruptos estão jogando duro no Congresso, e as tensões já subiram em áreas de floresta, com madeireiros ilegais e fazendeiros ameaçando, batendo e até matando ativistas. O novo Código Florestal iria aumentar incomensuravelmente esses confrontos e levar-nos a uma era sombria de exploração e falta de cuidado com nosso ambiente.

Nossa nação possui uma reputação de campeã do clima, mas a aprovação do Código Florestal iria minar seriamente a liderança mundial do Brasil, o que seria particularmente chocante já que estaremos recebendo a Cúpula da Terra Rio+20 em junho deste ano. Nossa presidente deu dicas de que está disposta a comprometer o meio ambiente. Cabe a nós dizer não.

Temos apenas algumas horas! Vamos exigir que a Câmara dos Deputados impeça a votação e abra o projeto de lei para uma discussão democrática. Ligue para os líderes da Câmara dos Deputados agora e, em seguida, compartilhe com todos!

http://www.avaaz.org/po/stop_the_new_attack_on_the_amazon_call_in/?vl

Nos últimos 3 anos, os membros brasileiros da Avaaz deram saltos enormes em relação ao mundo que todos nós queremos: ajudaram a aprovar a Ficha Limpa, fizeram lobby com nosso governo para desempenhar um papel de liderança na ONU, protegeram os direitos humanos e intervieram para apoiar a democracia no Oriente Médio. Agora, com corajosos ativistas brasileiros sendo mortos para proteger um precioso recurso global, vamos nos unir em torno deste dia crítico de ação para salvar a Amazônia e proclamar, mais uma vez, o Brasil um verdadeiro líder internacional.

Com esperança,

Luis, Emma, Diego, Carol, Laura, Ricken e o restante da equipe da Avaaz

Mais informações:

Sem consenso, Planalto tenta adiar votação do Código Florestal (Folha de S. Paulo)
http://www1.folha.uol.com.br/poder/1057450-sem-consenso-planalto-tenta-adiar-votacao-do-codigo-florestal.shtml

Cientistas alertam para as consequências do novo Código Florestal (O Globo)
http://oglobo.globo.com/blogs/ecoverde/posts/2012/02/27/cientistas-alertam-para-as-consequencias-do-novo-codigo-florestal-433566.asp

Câmara chega ao dia da votação do Código Florestal sem texto de relator (O Estado de S. Paulo)
http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,camara-chega-ao-dia-da-votacao-do-codigo-florestal-sem-texto-de-relator,844435,0.htm

Ministro diz que é 'prudente' não votar Código Florestal sem acordo (G1)
http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/03/ministro-diz-que-e-prudente-nao-votar-codigo-florestal-sem-acordo.html

ONU faz homenagem a ativistas brasileiros (Terra da Gente)
http://eptv.globo.com/terradagente/NOT,0,0,392372,ONU+greenpeace+faz+homenagem+a+ativistas+brasileiros+conflito+agrario.aspx

Marcadores:

Bookmark and Share
Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.