Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

quinta-feira, agosto 25, 2011

“1984” – O Grand Prix de Steve Jobs

“1984” – O Grand Prix de Steve Jobs

Comercial da Chiat Day para Apple segue sendo cultuado mesmo 27 anos após sua exibição única na televisão

Felipe Turlão| Meio & Mensagem

+

"1984" enfrentou forte rejeição interna antes de ir ao ar Crédito: Reprodução

O comercial vencedor do Festival de Cannes em 1984 foi eleito por unanimidade e aplaudido de pé pelos jurados. No ano anterior, causou furor na plateia quando apresentado pela primeira vez por um jovem Steve Jobs. E ele foi também o assunto mais comentado após o Super Bowl de 1983 – mais até do que o jogo disputado entre o Los Angeles Raiders e o Washington Redskins.

Nestes três momentos-chave, “1984”, uma criação da dupla Lee Clow e Steve Hayden, da então Chiat Day – hoje parte da rede TBWA – mostrou que quem estava certo mais uma vez era Steve Jobs. O fundador da Apple enfrentou a diretoria da empresa para levar adiante a arriscada ideia de usar a ficção científica inspirada no livro 1984 de George Orwell e uma linguagem revolucionária sem sequer mostrar o produto para apresentar o não menos revolucionário MacIntosh. O computador que chegaria às casas das pessoas e não ficaria mais restrito às empresas, em um mercado então dominado pela IBM.

Há dois anos, Lee Clow falou à Revista da Criação sobre “1984”. Entre outras curiosidades, ele revelou que a exibição única no Super Bowl não era a ideia inicial, mas a única barreira que a Jobs e a agência conseguiram quebrar diante de uma diretoria que simplesmente odiou o filme.

“Estávamos vivendo um momento muito especial, não porque estivéssemos fazendo um bom comercial, mas porque estávamos lançando um produto que iria transformar o mundo. Nós usamos um diretor conhecido (Ridley Scott) de uma forma bastante inovadora. Usarmos o Super Bowl, que é um palco bastante especial. Todas essas coisas combinadas terminaram por resultar em um comercial bastante especial”, afirmou Clow. “Mas é exatamente assim que nascem as grandes obras. Fruto de uma conjunção de fatores”, completa.

Justamente por isso, a aquisição deste espaço de um minuto talvez tenha sido a decisão mais feliz da história da publicidade mundial. E mais uma mostra de que Steve Jobs tinha uma visão muito especial sobre determinadas coisas. Levar “1984” ao ar foi uma atitude justificada por uma de suas citações favoritas: “As pessoas não sabem o que querem, até mostrarmos a ela”.

Confira o comercial (com legendas em português) e, logo mais abaixo, um vídeo histórico selecionado pelo Advertising Age em que Steve Jobs apresenta a peça pela primeira vez:



Marcadores:

Bookmark and Share

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.