Últimas 100 Atualizações do Website via Twitter:

Pesquise todo o conteúdo do website Horus Strategy abaixo:
Loading

sábado, agosto 29, 2009

Cuidado com o que vc diz hoje ...

Cuidado com o que vc diz hoje..

"No futuro, os computadores não pesarão mais do que 1,5 tonelada"
Popular Mechanics, prevendo a evolução da ciência, 1949

"Penso que há talvez no mundo um mercado para 5 computadores"
Thomas Watson, presidente da IBM, 1943

"Viajei por todos os lados neste país, e posso assegurar-lhes que processamento de dados é uma ilusão que não perdura até o fim do ano"
O editor encarregado de livros técnicos da Prentice Hall, 1957

"Tá bom, mas. para que serve?"
Engenheiro da Divisão de Sistemas de Computação Avançada da IBM, em 1968, comentando sobre o microchip.

"Não há nenhuma razão para que alguém queira ter um computador em casa"
Ken Olson, presidente e fundador da Digital Equipment Corp., 1977

"Este 'telefone' tem inconvenientes demais para ser seriamente considerado um meio de comunicação. Esta geringonça não tem nenhum valor para nós"
memorando interno da Western Union, 1876.

"A caixa de música sem fio não tem nenhum valor comercial imaginável. Quem pagaria para ouvir uma mensagem enviada a ninguém em particular?"
Sócios de David Sarnoff em resposta a sua consulta urgente sobre investimentos em rádio nos anos 20.

"O conceito é interessante e bem estruturado, mas para merecer uma nota melhor do 5, a idéia deveria ser viável"
Um professor da Universidade de Yale em resposta a uma tese de Fred Smith propondo um serviço confiável de malote. (Smith viria a ser o fundador da Federal Express Corp.)

"Quem se interessaria em ouvir os atores falar?"
H.M. Warner, Warner Brothers, no auge do cinema mudo, 1927.

"Estou feliz por ser o Clark Gable a quebrar a cara e não o Gary Cooper".
Gary Cooper, a respeito de sua decisão de não interpretar o papel principal em ". e o vento levou"

"Nós não gostamos do som deles, e música de guitarra está em franco desaparecimento"
Decca Recording Co., ao rejeitar os Beatles, 1962.

"Máquinas mais pesadas do que o ar são impossíveis"
Lord Kelvin, presidente da Royal Society, 1895.

"Se eu tivesse pensado a respeito disso, eu não teria feito a experiência. A literatura está cheia de exemplos mostrando que isso não pode ser feito"
Spencer Silver, a respeito de seu projeto que culminou com os adesivos "Post-It" da 3M.

"Então nós fomos para a Atari e dissemos: 'Hei, nós fizemos essa coisa engraçada, construída com algumas peças de vocês; o que vocês acham de nos financiar? Ou então nós a damos para vocês. Nós só queremos produzi-la. Paguem nossos salários e nós trabalharemos para vocês'. E eles disseram 'não'. Então nós fomos para a Hewlett-Packard, e eles disseram: 'Nós não queremos vocês. Vocês nem terminaram a faculdade'".
Steve Jobs, fundador da Apple Computer Inc., na tentativa de atrair o interesse da Atari e da HP no computador pessoal projetado por ele e por Steve Wozniak's
.

"O professor Goddard não conhece a relação entre ação e reação e a necessidade de ter algo melhor do que o vácuo contra o qual reagir. Ele parece não ter o conhecimento básico ensinado diariamente em nossas escolas secundárias"
Editorial do New York Times em 1921 a respeito do estudo revolucionário de Robert Goddard sobre os foguetes.

"Broca para petróleo? Você quer dizer furar o chão para encontrar petróleo? Você está louco"
Operários que Edwin L. Drake tentou contratar para seu projeto de prospecção de petróleo em 1859.

"A bolsa alcançou um teto que parece permanente"
Irving Fisher, Professor de Economia, Yale University, 1929.

"Aviões são brinquedos interessantes mas sem nenhum valor militar"
Marechal Ferdinand Foch, Professor de estratégia, Ecole Supérieure de Guerre, Paris
.

"Tudo que podia ser inventado já o foi"
Charles H. Duell, Diretor, Departamento de Patentes dos Estados Unidos, 1899.

"A teoria dos germes de Louis Pasteur é uma ficção ridícula"
Pierre Pachet, Professor de Fisiologia em Toulouse, 1872



E pra terminar com Chave de Ouro:

"640 Kb é mais do que suficiente para qualquer um"
Bill Gates, 1981

Bookmark and Share

O PORTEIRO DO PUTEIRO - uma lição de vida

Não havia no povoado pior ofício do que 'porteiro do puteiro'.
Mas que outra coisa poderia fazer aquele homem? O fato é que nunca tinha
aprendido a ler nem escrever, não tinha nenhuma outra atividade ou ofício.
Um dia, entrou como gerente do puteiro um jovem cheio de idéias, criativo e empreendedor, que decidiu modernizar o estabelecimento.
Fez mudanças e chamou os funcionários para as novas instruções.
Ao porteiro disse:
- A partir de hoje, o Senhor, além de ficar na portaria, vai preparar um relatório semanal onde registrará a quantidade de pessoas que entram e seus comentários e reclamações sobre os serviços.
- Eu adoraria fazer isso, Senhor - balbuciou - mas eu não sei ler nem escrever!
- Ah! Quanto eu sinto! Mas se é assim, já não poderá seguir trabalhando aqui.
- Mas Senhor, não pode me despedir, eu trabalhei nisto a minha vida inteira, não sei fazer outra coisa.
- Olhe, eu compreendo, mas não posso fazer nada pelo Senhor. Vamos dar-lhe uma boa indenização e espero que encontre algo que fazer. Eu sinto muito e que tenha sorte.
Sem mais nem menos, deu meia volta e foi embora. O porteiro sentiu como se o mundo desmoronasse. Que fazer? Lembrou que no prostíbulo, quando quebrava alguma cadeira ou mesa, ele a arrumava, com cuidado e carinho.
Pensou que esta poderia ser uma boa ocupação até conseguir um emprego.
Mas só contava com alguns pregos enferrujados e um alicate mal conservado. Usaria o dinheiro da indenização para comprar uma caixa de ferramentas completa. Como o povoado não tinha casa de ferragens, deveria viajar dois dias em uma mula para ir ao povoado mais próximo para realizar a compra.
E assim o fez. No seu regresso, um vizinho bateu à sua porta:
- Venho perguntar se você tem um martelo para me emprestar.
- Sim, acabo de comprá-lo, mas eu preciso dele para trabalhar ... já que....
- Bom, mas eu o devolverei amanhã bem cedo.
- Se é assim, está bom.
Na manhã seguinte, como havia prometido, o vizinho bateu à porta e disse:
- Olha, eu ainda preciso do martelo. Porque você não o vende para mim?
- Não, eu preciso dele para trabalhar e além do mais, a casa de ferragens mais próxima está a dois dias mula de viagem.
- Façamos um trato - disse o vizinho. Eu pagarei os dias de ida e volta mais o preço do martelo, já que você está sem trabalho no momento. Que lhe parece?
Realmente, isto lhe daria trabalho por mais dois dias...aceitou.
Voltou a montar na sua mula e viajou. No seu regresso, outro vizinho o esperava na porta de sua casa.
- Olá, vizinho. Você vendeu um martelo a nosso amigo. Eu necessito de algumas ferramentas, estou disposto a pagar-lhe seus dias de viagem, mais um pequeno lucro para que você as compre para mim, pois não disponho de tempo para viajar para fazer compras. Que lhe parece?
O ex-porteiro abriu sua caixa de ferramentas e seu vizinho escolheu um alicate, uma chave de fenda, um martelo e uma talhadeira. Pagou e foi embora. E nosso amigo guardou as palavras que escutara: 'não disponho de
tempo para viajar para fazer compras'.
Se isto fosse certo, muita gente poderia necessitar que ele viajasse
para trazer as ferramentas. Na viagem seguinte, arriscou um pouco mais de
dinheiro trazendo mais ferramentas do que as que havia vendido.
De fato, poderia economizar algum tempo em viagens. A notícia começou a
se espalhar pelo povoado e muitos, querendo economizar a viajem, faziam
encomendas.
Agora, como vendedor de ferramentas, uma vez por semana viajava e trazia
o que precisavam seus clientes. Com o tempo, alugou um galpão para estocar as ferramentas e alguns meses depois, comprou uma vitrine e um balcão e transformou o galpão na primeira loja de ferragens do povoado.
Todos estavam contentes e compravam dele. Já não viajava, os fabricantes lhe enviavam seus pedidos. Ele era um bom cliente. Com o
tempo, as pessoas dos povoados vizinhos preferiam comprar na sua loja de ferragens, do que gastar dias em viagens.
Um dia ele lembrou de um amigo seu que era torneiro e ferreiro e pensou
que este poderia fabricar as cabeças dos martelos. E logo, por que não,
as chaves de fendas, os alicates, as talhadeiras, etc..
E após foram os pregos e os parafusos... Em poucos anos, nosso amigo se transformou, com seu trabalho, em um rico e próspero fabricante de ferramentas.
Um dia decidiu doar uma escola ao povoado. Nela, além de ler e escrever, as crianças aprenderiam algum ofício. No dia da inauguração da escola, o prefeito lhe entregou as chaves da cidade, o abraçou e lhe
disse:
-É com grande orgulho e gratidão que lhe pedimos que nos conceda a honra
de colocar a sua assinatura na primeira página do Livro de atas desta nova escola.
- A honra seria minha - disse o homem. Seria a coisa que mais me daria prazer, assinar o Livro, mas eu não sei ler nem escrever, sou analfabeto.

-O Senhor?!?! - disse o prefeito sem acreditar. O Senhor construiu um império industrial sem saber ler nem escrever? Estou abismado. Eu
pergunto:
- O que teria sido do Senhor se soubesse ler e escrever?
- Isso eu posso responder - disse o homem com calma. Se eu soubesse ler e escrever ... ainda seria o PORTEIRO DO PUTEIRO!!!


Geralmente as mudanças são vistas como adversidades. As adversidades podem ser bênçãos. As crises estão cheias de oportunidades.

Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas.

Lembre-se da sabedoria da água:
'A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna.'

Que a sua vida seja cheia de vitórias, não importa se são grandes ou pequenas, o importante é comemorar cada uma delas'

'Não há comparações entre o que se perde por fracassar e o que se perde por não tentar.

Bookmark and Share

Piada: CACHORRO FALANTE

O rapaz vai para os Estados Unidos para cursar a Universidade, mas já na
metade do 1º semestre acaba o dinheiro que o pai lhe deu.

Aí ele tem uma idéia brilhante. Telefona ao pai,fazendeiro do interior, e sai com esta:

- Pai, você não pode acreditar nas maravilhas da moderna educação neste
país. Pois não é que eles aqui têm um curso para ensinar os cachorros a falar em português, inglês...?

O pai, um sujeito,fazendeiro simplório, fica maravilhado:

- E como é que faço para que aceitem o Rex aqui de casa?

- É só mandar êle para cá com U$ 5.000 que eu faço a matrícula.

E o pai, é claro, cai na conversa e segue a orientação do filho.

Passados mais alguns meses, o rapaz torra a grana e liga outra vez:

- E daí, meu filho? Como vai o Rex?

- Fala pelos cotovelos, pai. Mas agora abriram um outro curso aqui, para
os cachorros aprenderem a ler.

- Não brinque! E podemos matricular o Rex?

- Claro! Me mande U$ 10.000 e deixe comigo!

E o velho, mais uma vez, manda o dinheiro.

O tempo vai passando, o final do ano vai chegando e o rapaz se dá conta
que vai ter que se explicar. O cachorro, é claro, não fala uma palavra,
não lê nada, enfim, continua exatamente como sempre.

Sem nenhuma consideração, solta o pobre bicho na rua e pega o avião de
volta para casa.

A primeira pergunta do pai não podia ser outra:

- Onde está o Rex? Comprei uma revista sobre animais, em inglês, para que
ele leia para mim.

- Pai, você não imagina. Já tinha tudo pronto para a viagem de volta,
quando vi o Rex no sofá, lendo o New York Times, como fazia todas as
manhãs. E aí ele me saiu com esta: 'Então, vamos para casa... Como será
que está o velho? Será que continua comendo aquela viúva que mora na casa
da frente?'...

E o velho, mais do que rapidamente:

- Mas que cachorro lazarento... Espero que você tenha metido uma bala
nesse fdp, antes que venha falar com tua mãe!

- Mas é claro, pai. Foi o que fiz...!

- É assim que se procede, filho!

Dizem que o cara se formou em Direito e se tornou um político famoso...

Bookmark and Share

quinta-feira, agosto 27, 2009

Piadas de Sogra ...

Piadas de Sogra ...

1) A garota chega pra mãe, reclamando do ceticismo do namorado.
- Mãe, o Mário diz que não acredita em inferno.
- Case-se com ele, minha filha, e deixe o resto comigo!
---------------------------------------------------------
2) O homem leva um susto ao ouvir de sua cartomante:
- Em breve sua sogra morrerá de forma violenta..
Imediatamente ele pergunta à vidente:
- Violentamente? E eu? Serei absolvido?
------------------------------------------------------------
3) Um homem encontra seu amigo na rua e lhe diz:
- Cara, você é igualzinho a minha sogra, a única diferença é o bigode!
O amigo fala:
- Mas eu não tenho bigode!
- É, mas a minha sogra tem.
------------------------------------------------------------
4) Um cara foi à delegacia e disse:
- Eu vim dar queixa, pois a minha sogra sumiu.
O delegado pergunta:
- Há quanto tempo ela sumiu?
- Duas semanas - respondeu o genro.
- E só agora é que você vem dar queixa?
- É que custei a acreditar que eu tivesse tanta sorte!
------------------------------------------------------------
5) A sogra do cara morreu. Um amigo perguntou:
- O que fazemos? Enterramos ou cremamos?
- As duas coisas. Não podemos facilitar!
-----------------------------------------------------------
6) O cara voltava do enterro de sua sogra quando, ao passar por um prédio em
obras, um tijolo caiu lá de cima e quase acertou a cabeça dele... O homem
olhou pro céu e gritou:
- Já chegou aí, sua desgraçada!!! Felizmente ainda continua com má
pontaria!
-----------------------------------------------------------
7) - Querido, onde está aquele livro: 'Como viver 100 anos? '
- Joguei fora!
- Jogou fora? Por quê?
- É que a sua mãe vem nos visitar amanhã e eu não quero que ela leia essas
coisas!
------------------------------------------------------------
8) Na sala de espera de um grande Hospital, o médico chega para um cara muito
nervoso e diz:
- Tenho uma péssima noticia para lhe dar... A cirurgia que fizemos em sua
mãe...
- Ah!, ela não é a minha mãe... É a minha sogra, doutor!
- Nesse caso, então, tenho uma boa noticia para lhe dar!
------------------------------------------------------------
9) O cara chega pro amigo e fala:
- Minha sogra morreu e agora fiquei em dúvida. Não sei se vou trabalhar ou se
vou pro enterro dela... O que é que você acha?
E o amigo:
- Primeiro o trabalho, depois a diversão!!!
------------------------------------------------------------
10) O sujeito bate à porta de uma casa e assim que um homem abre ele diz:
- O senhor poderia contribuir com o Lar dos Idosos?
- É claro! Espere um pouco que eu vou buscar a minha sogra!
------------------------------------------------------------
11) Qual a punição por bigamia?
- Duas sogras
------------------------------------------------------------
12) A mulher comenta com o marido:
- Querido, hoje o relógio caiu da parede da sala e por pouco não bateu na
cabeça da mamãe...
- Maldito relógio! Sempre atrasado!!!

Marcadores:

Bookmark and Share

CURSO 'THE BOOK IS ON THE TABLE'

CURSO 'THE BOOK IS ON THE TABLE'

O Brasil sediará a Copa de 2014. Como muitos turistas de todo mundo
estarão por aqui, é imprescindível o aprendizado de outros idiomas (em
particular o inglês) para a melhor comunicação com eles.
Pensando em auxiliar no aprendizado, foi formulada uma solução prática
e rápida!!
Chegou o sensacional e insuperável curso 'The Book is on the Table',
com muitas palavras que você usará durante a Copa do Mundo de 2014.

Veja como é fácil!

a.) Is we in the tape! = É nóis na fita.
b.)Tea with me that I book your face = Chá comigo que eu livro sua
cara.(essa é SEN-SA-CI-O-NAL !!!!! )
c.) I am more I = Eu sou mais eu.
d.) Do you want a good-good? = Você quer um bom-bom?
e.) Not even come that it doesn't have! = Nem vem que não tem!
f.) She is full of nine o'clock = Ela é cheia de nove horas.
g.) I am completely bald of knowing it. = To careca de saber.
h.) Ooh! I burned my movie! = Oh! Queimei meu filme!
i.) I will wash the mare. = Vou lavar a égua.
j.) Go catch little coconuts! = Vai catar coquinho!
k..) If you run, the beast catches, if you stay the beast eats! = Se
correr, o bicho pega, se ficar o bicho come!
l..) Before afternoon than never. = Antes tarde do que nunca.
m.) Take out the little horse from the rain = Tire o cavalinho da chuva.
n.) The cow went to the swamp. = A vaca foi pro brejo!
o.) To give one of John the Armless = Dar uma de João-sem-Braço.

Gostou?
Quer ser poliglota?
Na compra do 'The Book is on the table' você ganha inteiramente grátis
o incrível

'The Book is on the table - World version'!!!

Outras línguas:

CHINÊS
a.) Cabelo sujo: chin-champu
b.)Descalço: chin chinela
c.) Top less: chin-chu-tian
d.) Náufrago: chin-chu-lancha
f.)Pobre: chen luz, chen agua e chen gaz

JAPONÊS

a.) Adivinhador: komosabe
b.) Bicicleta: kasimoto
c.) Fim: saka-bo
d..) Fraco: yono komo
e.) Me roubaram a moto: yonovejo m'yamaha
f.) Meia volta: kasigiro
g.) Se foi: non-ta
h.) Ainda tenho sede: kiro maisagwa

OUTRAS EM INGLÊS:
a.) Banheira giratória: Tina Turner
b.) Indivíduo de bom autocontrole: Auto stop
c.) Copie bem: copyright
d.) Talco para caminhar: walkie talkie

RUSSO
a.)Conjunto de árvores: boshke
b)Inseto: moshka
c.) Cão comendo donut's: Troski maska roska
d.) Piloto: simecaio patatof
e.)Prost _ ituta: Lewinsky
f.) Sogra: storvo

ALEMÃO
a.) Abrir a porta: destranken
b.) Bombardeio: bombascaen
c.) Chuva: gotascaen
d.)Vaso: frask

QUER FAZER UM AMIGO RIR POR HOJE???

REPASSE PRA ELE!

Bookmark and Share

sábado, agosto 22, 2009

Placas de banheiro mundo afora!!!!!

Bookmark and Share

Nomes perfeitos para as respectivas atividades

Nomes perfeitos para as respectivas atividades



Ana Lisa
Psicanalista


P. Lúcia
Fabricante de Bichinhos


Pinto Souto

Fabricante de Cuecas


Marcos Dias

Fabricante de Calendário


Olavo Pires

Balconista de Lanchonete


Décio Machado

Guarda Florestal


H. Lopes

Professor de Hipismo


Oscar Romeu

Dono de Concessionária


Hélvio Lino

Professor de Música


K. Godói

Médico especialista em hemorróidas

Alberta Alceu Pinto

Garota de Programa


H. Romeu Pinto

Garoto de Programa


Eudes Penteado

Cabeleireiro


Sara Vaz

Mãe de Santo


Passos Dias Aguiar


Instrutor de Auto-escola


Édson Fortes

Baterista


Sara Dores DA Costa

Reumatologista


Jamil Jonas Costa

Urologista


Iná Lemos

Pneumologista


Ester Elisa

Enfermeira


Ema Thomas

Traumatologista


Malta Aquino Pinto

Médico especialista em doenças venéreas


Inácio Filho

Obstetra


Oscar A. Melo

Confeiteiro


Jacinto Pinto Aquino Rego
Gaúcho

Bookmark and Share

terça-feira, agosto 18, 2009

Ensino Responsável - Respostas para Perguntas Mais Frequentes

26 de setembro de 2009
O Dia para fazer a diferença!

Em 2009 o Dia da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular chega à sua quinta edição. A campanha, já consolidada na maior parte das IES brasileiras, quer quebrar ainda mais recordes neste ano!

Por isso, 26 de setembro é o dia para que sua IES faça a diferença e realize atividades de atendimento à comunidade. Essa é a chance do ensino superior particular mostrar sua força e seu esforço em favor da sociedade. Junte-se a nós nessa jornada e faça parte dessa realização! Cadastre já sua atividade em www.abmes.org.br/dia .

Ainda com dúvidas? Confira abaixo respostas para as perguntas mais frequentes.

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES

1 Como aderir à campanha?
É extremamente simples

Digite o login e a senha que sua instituição recebeu e entre no sistema através do site www.abmes.org.br/dia .

Basta cadastrar a primeira atividade, e então a sua IES estará automaticamente incluída no no "Dia" – Ensino Responsável 2009.


2 Eu não recebi o usuário e senha para entrar no sistema. Como faço para obtê-los?
Entre em contato com a ABMES pelo telefone (61) 3322-3252 ou pelo e-mail bianca@abmes.org.br


3 Até quando poderemos cadastrar nossa instituição?
Você poderá cadastrar sua instituição até o dia 26 de setembro.
Não deixe para a última hora.

4 Onde será realizado o Ensino Responsável 2009?
Em locais de livre escolha da IES – na própria instituição, em uma praça, em um parque, em um shopping. É importante verificar a previsão do tempo, caso pretenda realizar atividades ao ar livre.

5 Quais são as atividades que podem ser cadastradas no sistema e realizadas no Ensino Responsável 2009?
De livre escolha da IES.

Exemplos:

  • Exibição de projetos acadêmicos de graduação, pesquisa e extensão, por meio de palestras e exposições.
  • Atendimentos à comunidade em diversas áreas.
  • Testes de projetos-piloto.
  • Atividades recreativas para todas as idades.


6 Eu preciso cadastrar todas as atividades de uma única vez?
Não. Você poderá cadastrar quantas atividades quiser, em qualquer período. Mas lembre-se que a sua instituição só aparecerá no site e nas estatísticas após a primeira atividade cadastrada.

7 Eu posso alterar alguma informação posteriormente?
Sim. Qualquer informação poderá ser inserida/alterada/excluída, até a data do evento.

8 O que devo fazer durante o dia 26 de setembro?
Tirar fotos (resolução mínima de 3 megapixels).
Recolher depoimentos dos professores, alunos e membros da comunidade. Fazer uma lista de todas as atividades realizadas.

9 Quais informações serão solicitadas após o evento?

  • Fotos do evento (o sistema suportará até 32 fotos).
  • Depoimentos com o nome e ocupação de cada depoente (não há limite de depoimentos).
  • Dados estatísticos (quantidade de):
    • Professores, alunos e técnicos envolvidos;
    • Atendimentos a comunidade.;
    • Visitantes.

10 Minha instituição não é associada à ABMES. Eu posso participar do Ensino Responsável 2009?
Qualquer instituição pode participar, associada ou não.

11 No "Passo 4" é solicitado o valor investido em Responsabilidade Social pela minha instituição. Eu ainda não possuo essa informação. O que eu faço?
Coloque um valor estimado. Futuramente, ao entrar no sistema, aparecerá no menu da esquerda um link chamado "Estatísticas e custos" onde você poderá alterar o valor. Esse valor não será divulgado, apenas será utilizado para gerar uma média dos gastos de todas as IES participantes.

12 O que são as "Mídias de Relacionamento" e para que servem Orkut, YouTube, MSN Messenger, Twitter e MySpace?

Para facilitar a comunicação entre a ABMES e as Instituições de Ensino, criamos novas formas de interação.

Mídias sociais são ferramentas online projetadas para permitir a interação social a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de informação nos mais diversos formatos.

Podem ter diferentes formatos tais como textos, fotos, vídeos e áudios.

A ABMES e o Dia estão nas seguintes redes de relacionamento, participe!

Orkut – Rede de relacionamento, pode ser utilizado texto, vídeos e fotos.
MySpace- Rede de relacionamento, pode ser utilizado texto, vídeos e fotos.
Twitter – miniblog, local de discussão de temas de forma rápida.
YouTube – compartilhamento de vídeos.
MSN Messenger – comunicador em tempo real, instantâneo, entre pessoas.


13 O que é a 2ª Caminhada do Ensino Responsável?
A "caminhada" é uma atividade já realizada por algumas instituições nos anos anteriores. Na Campanha de 2009, a ABMES propõe que todas as IES a incluam na programação.

O que destaca a "caminhada" das demais atividades é o fato de ser um instrumento valioso de conscientização da comunidade interna e externa para as ações na área da responsabilidade social. O fato de ser realizada fora do campus provocará maior impacto, e, certamente, chamará a atenção da mídia e de um número ainda maior de pessoas.

14 Como participar do 3º Concurso Silvio Tendler de Curtas de Responsabilidade Social das IES?
O Concurso de Curtas tem como finalidade promover e incentivar a criação de vídeos relativos à campanha do "Dia da Responsabilidade Social das Instituições Particulares de Ensino Superior", que ocorrerá em 26 de setembro de 2009.

Categorias dos Vídeos: Vídeo documentário; Vídeo reportagem jornalística; Vídeo institucional; Videoclipe.

Premiação: R$ 2.000,00 para o vencedor de cada categoria.

Bookmark and Share

segunda-feira, agosto 10, 2009

Fantástico descobri que sou um Millennial !!!

Fantástico descobri que sou um Millennial !!!

Foi incrível, depois de uma quebra de conceito e paradigna no trabalho me vi pesquisando teorias de recursos humanos, certo de que os antigos moldes de gestão estavam ficando cada vez mais obsoletos a medida que outro perfil de funcionário passou a assumir posições executivas.

Estes são os Millennials e são bem distintos dos Boomers e da Geração X. Daqui para frente vamos ouvir muito falar deles e com certeza mudanças organizacionais estão por vir.

Segue excelente material do Monitor Group sobre o tema:
Catalysts_for_Change_Millennials_-_jun09.pdf

Marcadores:

Bookmark and Share

quarta-feira, agosto 05, 2009

Profissionais que utilizam muito o computador podem desenvolver fotofobia

Profissionais que utilizam muito o computador podem desenvolver fotofobia

Por: Luana Cristina de Lima Magalhães
04/08/09 - 08h59
InfoMoney

SÃO PAULO - Os profissionais que precisam passar horas em frente a um computador podem colocar a sua saúde em risco. De acordo com o médico oftalmologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Wilmar Silvino, a fotofobia, hipersensibilidade à luz, além de provocar desconforto, pode trazer enxaqueca.

O médico explica que o agente casual da fotofobia não é o computador, mas a permanência excessiva do profissional diante do monitor faz com que a doença se manifeste. Além disso, a fotofobia pode ocorrer devido a alterações do sistema ocular e de outros sistemas. Essas alterações, podem ser, por exemplo, dores de cabeça frequente, noites com sono descontrolado, uso de óculos inadequados e a execução de atividades que exigem atenção ocular para perto.

Silvino explica ainda que com esforço em frente à tela do monitor, a pessoa pisca menos, o que diminui a lubrificação dos olhos. "Piscando menos, os olhos ficam secos por evaporação excessiva da lágrima".

Essa doença, segundo o oftalmologista, pode, de maneira geral, comprometer a rotina do profissional, impedindo-o de dirigir, caminhar durante o dia, tomar sol, assistir televisão e trabalhar em frente à tela do computador.

Prevenção
A partir de alguns cuidados simples, os profissionais podem prevenir a fotofobia:
Fazer descanso de dez minutos a cada uma hora de trabalho;
Não colocar o monitor em uma posição que alguma janela fique de frente para o olhar;
Usar o monitor do computador abaixo da linha do horizonte de visão;
Pessoas com predisposição à doença devem usar colírios ou umidificar o ambiente;
Manter uma distância de 50 centímetros da tela do monitor;
Caso use lente de contatos é preciso fazer uma lubrificação extra dos olhos.

Tratamento
O tratamento dessa doença é variável, pois depende dos motivos que desencadearam essa doença. Nos casos originados a partir de doenças, o médico recomenda tratar o quanto antes. No entanto, há casos em que não há nenhum tipo de doença e sim um excesso de sensibilidade.

"Quando isso acontece é fundamental que a pessoa se habitue à claridade ou utilize lentes/óculos contra a claridade", aconselha o médico.

Bookmark and Share

Educação Financeira - Programa da BM&FBOVESPA sobre finanças pessoais estréia na TV Cultura no próximo sábado, dia 8 de agosto

Programa da BM&FBOVESPA sobre finanças pessoais estréia na TV Cultura no próximo sábado, dia 8 de agosto
03/08/2009

Estréia no próximo sábado, dia 8 de agosto, o programa Educação Financeira, iniciativa da BM&FBOVESPA em parceria com a TV Cultura. A idéia, pioneira no País, tem como objetivo usar a TV para popularizar os conceitos de economia, finanças pessoais e tipos de investimento. A atração será exibida na TV Cultura, às 10h15, todos os sábados.

Com o novo projeto, a Bolsa pretende atingir uma parcela ainda maior da população brasileira com seus programas educacionais, que já atingiram a mais de meio milhão de pessoas em sete anos de existência.

Com duração de 12 minutos, divididos em dois blocos de 6 minutos, o Educação Financeira oferecerá aos telespectadores um conteúdo didático, de linguagem fácil e enfoque bem humorado. Em cada episódio, um novo tema é apresentado ao público, a partir de exemplos do cotidiano do brasileiro. Serão tratados assuntos como: Orçamento Familiar; Endividamento; Aposentadoria e Educação dos filhos; Compra da casa própria; Poupança, CDB e Tesouro Direto; Ações e Mercado Futuro e outros.

O programa de estréia será sobre “A História do Dinheiro”, em que a apresentadora Denise Chahestian conta a trajetória dos meios de negociação na humanidade, desde os tempos em que as mercadorias eram trocadas em feiras até os dias atuais.

Site do Programa

O programa Educação Financeira também terá um site (www.tveducacaofinanceira.com.br), onde será possível acompanhar mais dicas de finanças pessoais, participar de enquetes sobre o tema discutido na semana, e assistir às reprises dos programas exibidos aos sábados. O site entrará no ar após a estréia do primeiro episódio.

Bookmark and Share

terça-feira, agosto 04, 2009

Renda-se aos risos desses bebes

Bookmark and Share

segunda-feira, agosto 03, 2009

Um pequeno desabafo - O Brasileiro reclama de quê, afinal?

Um pequeno desabafo - O Brasileiro reclama de quê, afinal?

Os Brasileiros de modo geral ...

- Falam no celular enquanto dirigem
- Trafegam pela direita nos acostamentos num congestionamento.
- Param em filas duplas, triplas em frente às escolas.
- Saqueiam cargas de veículos acidentados nas estradas.
- Estacionam nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.
- Estacionam em vagas exclusivas para deficientes.
- Subornam ou tentam subornar quando são pegos cometendo infração.
- Trocam votos por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.
- Violam a lei do silêncio.
- Dirigem após consumirem bebida alcoólica.
- Furam filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.
- Espalham mesas, churrasqueira nas calçadas.
- Pegam atestados médicos sem estar doentes, só para faltar ao trabalho.
- Fazem gato de luz, de água e de TV a cabo.
- Registram imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes
irrisórios, só para pagar menos impostos.
- Compram recibos para abater na declaração do imposto de renda para pagar
menos imposto
- Mudam a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de
cotas.
- Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de
20.
- Comercializam objetos doados nessas campanhas de catástrofes.
- Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.
- Compram produtos piratas com a plena consciência de que são piratas.
- Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca....
- Diminuem a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do
ônibus, sem pagar passagem.
- Emplacam o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA
- Frequentam os caça-níqueis e fazem uma fezinha no jogo de bicho.
- Levam das empresas onde trabalham, pequenos objetos como clipes,
envelopes, canetas, lápis ... como se isso não fosse roubo.
- Comercializam os vales transportes e vale refeição que recebem das
empresas onde trabalham.
- Falsificam tudo, tudo mesmo... só não falsificam aquilo que ainda não foi
inventado...
- Cansam de comprar produtos piratas, ou pior roubados.
- Quando voltam do exterior, nunca falam a verdade quando o policial
perguntam o que trazem na bagagem...
- Quando encontram algum objeto perdido, a maioria não devolve.

E querem que os políticos sejam honestos, se escandalizam com a farra das
passagens aéreas. Estes políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo
povo. Ou não ? Brasileiro reclama de quê, afinal ?

(Autor Desconhecido)

Vamos agir com ética sempre ! Para termos um futuro melhor e para ter o direito de reclamar !!!

Bookmark and Share

domingo, agosto 02, 2009

Você vai crer que a aranha é viva mesmo..

VOCÊ VAI CRER QUE ELA É VIVA MESMO...

Clique e arraste a aranha com seu mouse, por uma perna de cada vez ou pelo corpo....

Também puxe uma das pernas e arraste pela tela .... e me diga se ela não está viva!!!

Em qualquer lugar no mapa clique a tecla de espaço enquanto passeia o mouse pelo mapa, isto fará com que insetos vão aparecendo e a aranha venha comê-los....
Ao lado direito existem ajustes que podem ser feitos

http://www.onemotion.com/flash/spider/

Bookmark and Share

Para que serve um barômetro? - A pressão do ensino

Para que serve um barômetro?

A pressão do ensino


Anda circulando pela Internet uma historinha falsa, mas muito edificante. Nossa versão foi retirada do site do professor de ciências da computação Valdemar Serzer, da USP. Uma versão em francês (também reproduzida no site) afirma que a história é do começo do século.

Há algum tempo recebi um convite de um colega para servir de árbitro na revisão de uma prova de física que recebera nota zero. O aluno dizia merecer nota máxima. Professor e aluno concordaram em submeter o problema a um juiz imparcial, e eu fui o escolhido.

Chegando à sala de meu colega, li a questão da prova: Mostre como se pode determinar a altura de um edifício bem alto com o auxílio de um barômetro. A resposta do estudante foi a seguinte: Leve o barômetro ao alto do edifício e amarre uma corda nele; baixe o barômetro até a calçada e em seguida levante, medindo o comprimento da corda; esse comprimento será igual à altura do edifício.

Sem dúvida a resposta satisfazia o enunciado, e por instantes vacilei quanto ao veredicto. Recompondo-me rapidamente, disse ao estudante que ele tinha respondido à questão, mas sua resposta não comprovava conhecimentos de física, que era objeto da prova. Sugeri então que ele fizesse outra tentativa de responder à questão. Meu colega concordou prontamente e, para minha surpresa, o aluno também.

Segundo o acordo, ele teria 6 minutos para responder à questão, demonstrando algum conhecimento de física. Passados 5 minutos, ele não havia escrito nada, apenas olhava pensativamente para o forro da sala. Perguntei-lhe então se desejava desistir, pois eu tinha um compromisso logo em seguida. Mas o estudante anunciou que não havia desistido. Ele estava apenas escolhendo uma entre as várias respostas que concebera.

De fato, um minuto depois ele me entregou esta resposta: Vá ao alto do edifício, incline-se numa ponta do telhado e solte o barômetro, medindo o tempo t de queda desde a largada até o toque com o solo. Depois, empregando a fórmula h = (1/2)gt2, calcule a altura do edifício. Nesse momento, sugeri ao meu colega que entregasse os pontos e, embora contrafeito, ele deu uma nota quase máxima ao aluno.

Quando ia saindo da sala, lembrei-me de que o estudante havia dito ter outras respostas para o problema. Não resisti à curiosidade e perguntei-lhe quais eram essas respostas. Ele disse: Ah! Sim, há muitas maneiras de achar a altura de um edifício com a ajuda de um barômetro. Por exemplo: num belo dia de sol pode-se medir a altura do barômetro e o comprimento de sua sombra projetada no solo, bem como a do edifício. Depois, usando-se uma simples regra-de-três, determina-se a altura do edifício. Um outro método básico de medida, aliás, bastante simples e direto, é subir as escadas do edifício fazendo marcas na parede, espaçadas da altura do barômetro. Contando o número de marcas tem-se a altura do edifício em unidades barométricas. Um método mais complexo seria amarrar o barômetro na ponta de uma corda e balançá-lo com um pêndulo, o que permite a determinação da aceleração da gravidade (g). Repetindo a operação ao nível da rua e no topo do edifício, obtêm-se duas acelerações diferentes, e a altura do edifício pode ser calculada com base nessa diferença. Se não for cobrada uma solução física para o problema, existem muitas outras respostas. Minha preferida é bater à porta do zelador do prédio e dizer: ‘Caro zelador, se o senhor me disser a altura deste edifício, eu lhe darei este barômetro’.

A essa altura, perguntei ao estudante se ele não sabia qual era a resposta esperada para o problema. Ele admitiu que sabia, mas estava farto das tentativas do colégio e dos professores de dizer como ele deveria pensar.

Fonte
Para que serve um barômetro? Disponível em: http://www2.ufpa.br/ensinofts/barometro.html

Bookmark and Share

Crianças francesas contam de que mais gostam e desgostam lá e aqui

Crianças francesas contam de que mais gostam e desgostam lá e aqui

CLARICE CARDOSO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Se você se pergunta por que, de uns tempos para cá, anda vendo bem mais torre Eiffel, Paris e bandeira azul, branca e vermelha, saiba que a explicação é que em 2009 se comemora o Ano da França no Brasil. O conjunto de eventos faz parte de um acordo de aproximação entre os dois países.

E as crianças francesas que moram aqui gostam da chance de mostrar a sua cultura para os brasileiros. Maya Luz Tricoire, 8, que mora no Rio de Janeiro, diz que todo mundo vai adorar saber mais sobre a avenida Champs-Elysées, uma das mais famosas de Paris. Ela, por exemplo, gosta de lá por um motivo especial. "Adoro uma loja que fica na avenida e vende bonecas, jogos e pelúcias lindos!" O dia de La Chandeleur (2 de fevereiro) traz saudades a Claire Gilliot, 10.
A data lembra a ocasião em que o bebê Jesus foi apresentado no templo de Jerusalém, segundo a tradição cristã. "Nesse dia, nós cozinhamos crepes com a família. O legal é que todo mundo faz e divide com os amigos.".

Basquete e futebol
Quando o assunto é o que mais gosta no Brasil, Marie Bioche, 8, que está aqui há pouco mais de um ano, tem uma resposta prontinha: de basquete. Como assim? "Aqui o tempo está sempre bom e eu posso jogar quando eu quero. Lá na França chovia muito!" Fã de esportes, ela logo escolheu um time de futebol. "Agora torço para o Corinthians porque eles foram campeões [Paulista2009]!"

"Eu gostava de ver os fogos no dia da Queda da Bastilha, comemorada em 14 de julho. Nesse dia acontecem vários desfiles na avenida Champs-Elysées. É lindo e emocionante! Também gostava do dia de Mardi Gras porque comíamos crepes deliciosos!" VICTOIRE VALENTIN, 11

MARDI GRAS é a terça-feira de Carnaval. No dia seguinte, a Quarta-Feira de Cinzas, começa a Quaresma (período destinado à penitência, na tradição católica).

"Sinto falta do museu do Louvre porque lá tem muitas obras de arte que contam a história da França."
THOMAS DREYER, 11

O LOUVRE, museu que é uma das principais atrações de Paris, existe desde 1793 e tem 35 mil obras de arte. Entre elas está a "Mona Lisa", do italiano Leonardo da Vinci, pintada no começo do século 16.

"Eu adoro ler! Gosto de uns livros chamados 'Clube do Mistério', que tinha lá na França, e do Tintim. São cheios de aventura e de suspense."
CLARIS PARENTI, 8

O personagem TINTIM foi criado pelo belga Hergé e fez sua primeira aparição em 1929. Ele é famoso em diversos países.

"No dia 1º de abril, a gente recorta peixes e cola nas costas dos amigos. É bem divertido. Eu escrevo: "Sou um bobo!"."
MARIE BIOCHE, 8

A tradição é chamada de Poisson d'Avril (peixe de abril, em francês). Além de colarem o recorte de PEIXE nos colegas, as crianças também pregam peças, contando mentiras.

MAYA LUZ TRICOIRE, 8

"Sinto falta de um purê diferente que tinha na França. É bem mais cremoso e mais saboroso do que os purês daqui, que não são tão gostosos."
CHARLOTTE MALLE, 9

POR QUE É O ANO DA FRANÇA NO BRASIL?
O nome oficial dessas várias comemorações é França.Br 2009. Elas nasceram de um acordo entre os presidentes do Brasil e da França, como forma de aproximar a relação entre os dois países.

A ideia é mostrar como a França é hoje em diversos aspectos -culturais, comerciais e tecnológicos, por exemplo. É também uma resposta ao Ano do Brasil na França, que aconteceu em 2005, com os mesmos objetivos, e contou com a participação de 150 cidades francesas. No Brasil, foram programados mais de 600 eventos oficiais em vários Estados.
São exposições, festivais de gastronomia e apresentações musicais, entre outros eventos. Confira as atividades no site anodafrancanobrasil.cultura.gov.br.

Bookmark and Share

LE FIGARO - CÉSAR CIELO

César Cielo : derrière le sourire, les dents longues
De l'un de nos envoyés spéciaux à Rome, Arnaud Coudry
30/07/2009 Mise à jour : 11:44


Crédits photo : AP

NATATION - Le Brésilien, champion olympique du 50 m à Pékin, sera la principale menace pour Alain Bernard sur l'aller-retour.

Ne pas se fier à ce sourire qu'il affiche en toutes circonstances. César Cielo n'est pas venu à Rome en touriste, encore moins pour amuser la galerie. Champion olympique du 50 m et médaillé de bronze sur 100 m à Pékin, le Brésilien de 22 ans est une redoutable machine taillée pour le sprint, la principale menace pour Alain Bernard, champion olympique de l'aller-retour. Son chrono dimanche pour lancer le relais auriverde est sans ambiguïté : 47''09, troisième meilleure performance de l'histoire. «Dès la fin des Jeux, je l'avais identifié comme l'un des plus grands sprinteurs de tous les temps», a lâché Denis Auguin, l'entraîneur de l'Antibois.

En moins d'un an, Cielo s'est affirmé comme une terreur des bassins. Plus mature physiquement. Le tourbillon médiatique ne l'a pas emporté. «Je suis resté le même. Je ne me crois pas meilleur que les autres. Et je dois me méfier des nageurs qui ont les crocs comme moi je les avais aux Jeux», confiait-il récemment au Figaro. Un discours proche de celui de Bernard. «C'est dur d'arriver au top. Mais une fois qu'on y est parvenu, c'est encore plus dur d'y rester. On sait les efforts qu'il faut fournir…» Itinéraire d'un enfant pressé. Sa mère, professeur de sport à Santa Barbara d'Oeste, décroche son téléphone et contacte Pinheiros, le club réputé de Sao Paolo. Banco. L'adolescent s'y entraîne au côté de Gustavo Borges, quatre breloques olympiques sur 100 m entre 1992 et 2000, et titille rapidement la star brésilienne.

Rester concentré

À 18 ans, il réalise enfin son rêve, aller aux États-Unis. Direction l'université d'Auburn en Alabama, sous les ordres de David Marsh puis Brett Hawcke, et où il côtoie un certain Frédérick Bousquet. «J'ai comparé mes temps avec les siens, raconte-t-il. Et j'ai vu qu'il était dans la même situation que moi avant d'aller à Auburn. Cela a fini de me convaincre.»

Le Brésilien affole alors les chronos des championnats universitaires NCAA. Réalise deux doublés 50-100 yards en 2007 et 2008, une première depuis Matt Biondi (1986-1987), et se remplit la tête. «L'ambiance est complètement folle, cela ne ressemble à rien d'autre. Même pas aux Jeux…» Pour le reste, l'Alabama n'a rien d'une «sweet home».«Je n'aime pas ma vie là-bas, lâche-t-il dans un éclat de rire. C'est vraiment une petite ville. Au moins, je reste concentré sur ce que j'ai à faire.» Le mal du pays ? Énième rictus. «Je voyage beaucoup, j'ai beaucoup de miles à écouler donc ma mère vient souvent me voir !» Flavia gère désormais la carrière de son «Cesao» (grand César). «Au moindre écart, elle m'appelle et "Aaahhh", elle me crie dessus !» Nouvel éclat de rire.

Le jeune homme ne force pas sa nature. «C'est la joie de vivre brésilienne par excellence, confie Fred Bousquet, son compère d'entraînement. C'est surtout un gars bien, facile à vivre.» Derrière cette bonne humeur communicative, l'image du Brésilien, en pleurs et inconsolable après son sacre pékinois, est restée célèbre. «C'était comme un film qui défilait dans ma tête. Je repensais à mes parents et à tous les moments durs que j'ai pu traverser.» Doit-on s'attendre à un nouveau torrent lacrymal à Rome ? «Je l'espère.» Le rire n'est jamais loin des larmes.


Marcadores:

Bookmark and Share

sábado, agosto 01, 2009

Spazio Lavoro - O espaço certo para seu escritório

Spazio Lavoro - O espaço certo para seu escritório

Marcadores:

Bookmark and Share
Copyright © 2002 / 2014 HorusStrategy.com.br. Horus Strategy é marca registrada. Todos os direitos reservados.